Viagem para Orlando

 Viagem para Orlando - Epcot

 

Hoje o post é sobre uma coisa que simplesmente amo, viagem. No começo do ano estivemos em Orlando, um destino bem comum aos brasileiros, então acho que vocês vão gostar de saber como foi.

Clima: Como em janeiro é inverno nos Estados Unidos, estava bastante frio para nós que estamos acostumados com clima tropical, chegando aos 0º. Não foi algo ruim, mas algumas coisas acabam sendo diferentes, como o show da baleia Shamu, que não acontece por as baleias estarem em período de reprodução, e os parques aquáticos não funcionarem.

Parques: Bom, com relação a compra de ingressos, acredito não valer a pena deixar para ser feita nos parques por ser mais caro, e porque alguns hotéis vendem os ingressos e apresentam algumas vantagens na compra, como pacotes com desconto e entradas gratuitas.
Estou fazendo posts de cada parque para ficar mais completo, então acompanhe aqui no blog para informações mais detalhadas sobre eles.

Comida: A maioria dos brasileiros que conhecemos durante a viagem nos disse que iam em restaurantes brasileiros em Orlando, mas eu me adapto muito bem ao que é servido nos restaurantes locais, e até acho essencial experimentar a comida de onde visito. Eles servem desde frutos do mar ao mais tradicional hambúrguer e comida mexicana, entre ouras coisas.

Ao contrário do que muitos dizem, dá sim para comer de maneira saudável gastando pouco. Eu digo saudável com base no meu modo de ver, ou seja, sem muitas regras ou restrições.

Nas férias, principalmente se o clima está mais frio, e com tantas comidas lindas e atrativas, é natural que a gente sinta mais vontade de comer besteira, e eu, assim como nos outros momentos da vida, me permito experimentar de tudo que tenho vontade controlando a quantidade. Quer dizer, nas férias controlando bem menos hahaha.
Nos parques a gente anda demais. Eu controlei com aqueles pedômetros de celular, e em média eu andava 16.000 passos por dia! Então comer um pouco mais não vai te fazer mal algum nas férias.

É claro, toda mulher sente vontade de ser mais magra, independente de qual seja seu peso, mas o importante mesmo é pensar na sua saúde, e saúde inclui não apenas o aspecto físico de você não estar nem anoréxica e anêmica e nem obesa e com uma série de problemas, mas o aspecto emocional. Seja feliz, experimente os hambúrgueres, os cheese cakes, os cupcakes, os cafés da manhã maravilhosos e ande bastante fazendo o que te diverte. Você vai melhorar sua saúde física e emocional, é claro que isso seguido de acompanhamento médico.

Restaurantes: Eu juntei aqui os restaurantes que mais gostamos lá, e que tem um bom preço:

Dennys – É uma rede grande, então você encontra com muita facilidade em vários lugares diferentes.
O preço é ótimo, você gasta em média de 15 a 20 dólares por pessoa comendo muito, muito, muito bem.
Eles tem o melhor nachos que eu já comi na vida, uma salada com maçã e pecãs carameladas que é de tirar o fôlego.

A bebida é refil como a maioria dos restaurantes por lá.

Taco Bell – O preço é a melhor coisa do lugar hahaha. Mas a comida não é ruim não. É comida mexicana, mas é fast food, então é bem adaptada, sabe?
Você come bem por menos de 10 dólares, acredita? Se estiver com pouca grana, esse é o lugar

Bebida também é refil.

Bravo – Gente, eu precisava falar sobre esse restaurante, porque foi nele que eu comi a melhor pizza de peperoni da história! Sério, paguei 12 dólares na pizza individual enorme, maior que uma brotinho do Brasil e comi inteira sozinha!!! Hahahaha…

Gastamos uns 30 dólares por pessoa e a bebida também é refil. Lembrando que é um restaurante de comida italiana.

IHop – É uma rede grande de restaurantes também, e para o café da manhã é um dos meus preferidos.
Lá você vai poder experimentar o café americano, totalmente assustador para nós, com panquecas, ovos de todas as maneiras, waffles e bacon. Inclusive a coisa mais estranha é que eles servem waffles com frango empanado, e no café da manhã!! Pois é.
O preço é bacana, uns 8 dólares por pessoa comendo legal.

Cheesecake Factory – Meu Deus, esse vale a pena. O cardápio deles é gigante, eu fiquei impressionada com quantas coisas eles servem. Comemos hambúguer lá, apesar de a especialidade deles ser massa, e não me arrependi nenhum pouco, estava simplesmente delicioso.

Para fechar com chave de ouro, um cheesecake de red velvet, que é um cheesecake tradicional com faixas de um tipo de bolo molhadinho que é feio de frutas vermelhas. Sen-sa-cio-nal!
O preço é um pouco mais salgado que os outros, uns 50 dólares por pessoa.

Yellow Dog Eats – É um lugar mais afastado dos centros turísticos de Orlando, e quem nos levou foi a Fefis, que mora lá há algum tempo. É demais, um lugar lindinho e bem intimista, e a comida é muito boa e diferente das coisas que temos no Brasil.

Mais ou menos uns 15 dólares por pessoa.

Bebida refil.

Se você estiver em Orlando e tiver tempo, não deixe de conhecer downtown Orlando, que é tipo o centro comercial de lá, ou seja, lá você vai poder realmente ver as coisas mais locais. A noite eles fazem festas bem legais e você vai poder ver um lado menos turístico de lá, o que é bem legal.
Uma dica super importante é, se você estacionar o carro em um dos estacionamentos sem funcionários, além de fazer o pagamento na máquina, não esqueça de deixar o comprovante de pagamento visível dentro do carro.

Eles guincham mesmo o carro e você além de ter que ir buscar no pátio, tem que pagar uma multa de 135 dólares, experiência própria hahaha.

Gostaram das dicas, têm alguma dúvida sobre isso? Contem para mim as suas experiências!

Até mais.

Follow on Bloglovin


banner-animado-WG

 

Deixe uma resposta